Seminário Negócios de Impacto Social e Ambiental reúne lideranças do setor no estado do Rio

Criado por Juliana Oliveira   |  Publicado em 25-10-2018

Seminário Negócios de Impacto Social e Ambiental reúne lideranças do setor no estado do Rio

A terceira edição do Seminário Negócios de Impacto Social e Ambiental, realizado pelo Sebrae/RJ em parceria com o grupo Rio de Impacto, aconteceu na última quinta-feira, dia 18 de outubro, no CRAB RJ (Centro SEBRAE de Referência do Artesanato Brasileiro). O evento contou com a presença de aproximadamente 120 pessoas, entre empreendedores, investidores, estudantes, docentes e representantes de redes empresariais.

Com o objetivo de abordar, de forma inspiradora e dinâmica, os principais desafios para os empreendedores que buscam aliar lucro ao benefício da sociedade, o encontro trouxe convidados para apresentar suas experiências de negócios, além de promover painéis para debates. Entre os temas abordados estiveram empreendedorismo de periferia, diversidade, inclusão de pessoas com deficiência, raça e gênero.

“O nosso sonho é tornar o estado do Rio de Janeiro um lugar melhor para todos por meio dos negócios. A manutenção e melhoria da sociedade não cabe apenas ao governo e ao terceiro setor. O empresariado também tem a oportunidade de reduzir os problemas sociais tornando a sociedade fluminense mais competitiva e justa, e é para apoiar este sonho que nós trabalhamos e nos reunimos neste momento”, declarou Carla Panisset, coordenadora do projeto Comunidade Sebrae, ao dar as boas-vindas aos presentes.

A primeira convidada do dia foi a pernambucana Isabela Ribeiro, sócia-fundadora da Saladorama, para contar ‘Como a alimentação saudável chegou na favela’. Em seguida, com a presença inspiradora de três mulheres empreendedoras, o público pode questionar se ‘Essa tecnologia é para mim?’. Mediadas por Thiago Rosas, Joyce Lemos, da Welight; Paula Pedrosa, da Audima; e Juliana Brito, da Workay discutiram a importância de responder às demandas do mercado com inteligência e investir em diversidade dentro de sua empresa.

‘O impacto que a favela causa é um negócio!’ foi o tema do segundo painel, moderado por Valéria Barros e que reuniu Camila Siqueira, CEO e fundadora da IMPACTO; Elvis Povoas, da FavImóveis; Samuel Silva, da Net Rocinha; e Gustavo Venâncio, da Corte do Jaca. Durante a conversa, chegou-se ao consenso que as favelas fluminenses estão conectadas por meio de suas necessidades e também através do trabalho.

A importância do networking foi abordada, após um breve intervalo, no painel ‘Como uma rede de confiança pode alavancar empreendedores e seus negócios de impacto’. Com a moderação de Camila Mendonça e Graziella Carvalho, do Conecta, os empreendedores Fábio Moraes, da Favelar; Gabriela Laborda, criadora do Chat21; e Ludmila da Silva, do Empoderamento Contábil, puderam expor suas experiências e ampliar suas redes.

Mediado por Flávia Viana, o quarto painel do dia teve como tema ‘Em momentos de crise, como ser um Rio de Impacto?’. Para discutir o assunto, foram convidados Francisco Araújo, da Marker Investimentos; Thiago Nasser, da Junta Local; e Téo Benjamin, criador da Bando (consultoria para financiamentos coletivos). Os especialistas apresentaram alternativas para conseguir investimentos e patrocínios no cenário atual da economia brasileira.

Ainda com o tema de finanças, o último painel, mediado por Andrea Resende, da Sitawi Finanças do Bem, foi chamado ‘Dinheiro para negócios de impacto, cadê você?’. Maiko Pinheiro, do Rio Criativo, ajudou a compor o painel, acompanhado de Frederick Silva, da F3tech, e Ivonete Albuquerque, do Galpão Aplauso. Ao fim do seminário, os presentes puderam se divertir com um show de comédia realizado pelo humorista Jefinho, do programa A Praça é Nossa.

“Nada é mais eficiente do que a comunicação e a cumplicidade quando se trabalha em rede. O dia de hoje foi um sucesso e o nosso maior objetivo agora é enraizar este trabalho para além da capital. Queremos articular multiplicadores e expandir ainda mais o apoio aos negócios de impacto social e ambiental no estado, finalizou Ruth Spíndola, representando o Rio de Impacto, a Faperj e também a PUC Rio.

O Rio de Impacto é formado pelo Sebrae/RJ, NESst, Sitawi, Yunus Negócios Sociais, Universidade Santa Úrsula, Benfeitoria, ESPM, Instituto Gênesis (PUC-Rio), Sistema B, Alerj, Vox Capital e Shell Iniciativa Jovem.