Seminário de Negócios de Impacto Social – Incluir reúne empreendedores e especialistas de todo país

Criado por Juliana Oliveira   |  Publicado em 25-08-2017

Seminário de Negócios de Impacto Social – Incluir reúne empreendedores e especialistas de todo país

Durante dois dias, o município do Rio de Janeiro recebeu um dos grandes eventos relacionados ao tema de negócios de impacto social e ambiental. O Seminário de Negócios de Impacto Social – Incluir foi realizado no auditório do Prodigy Hotel Santos Dumont, nos dias 22 e 23 de agosto, e reuniu empreendedores sociais, especialistas, organizações e instituições de ensino de todo o país.

Organizado pelo Sebrae/RJ e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD), o evento contou com diversos painéis voltados à discussão de temas relevantes para quem empreende ou quer empreender em negócios de impacto social e ambiental (NIS). A diretora técnica do Sebrae Nacional, Heloisa Menezes; o diretor do PNUD no Brasil, Didier Trebucq; a presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/RJ, Carla Pinheiro; e o superintendente do Sebrae/RJ, Cezar Vasquez, participaram da aberturam do seminário.

Seminário Negócio de Impacto - Incluir

O primeiro dia trouxe a programação do II Seminário Regional da Iniciativa Incluir, com painéis voltados para o fortalecimento do debate sobre negócios inclusivos e de impacto social nas cinco regiões do país. O foco das discussões foi a região Sudeste. Aceleradoras de negócios de impacto, investidores, redes de negócios, agentes públicos e especialistas da academia lançaram luz sobre desafios que os empreendedores sociais devem superar para impulsionar seus negócios e quais são as tendências de investimento financeiro neste setor. Os debates foram mediados por especialistas e contaram a participação do público ao final de cada painel.

Na programação do dia 22 ainda teve o anúncio dos vencedores da chamada ‘Incluir 2017’, premiação sobre empreendedorismo inclusivo. A seleção recebeu 857 inscrições e reconheceu dez ganhadores em categorias que abordam desde a inserção de pessoas idosas no mercado de trabalho até projetos de sustentabilidade no setor agrícola. O dia foi encerrado com a aplicação do SDG Compass, um guia de orientação para as empresas, a respeito de como elas podem alinhar as suas estratégias, mensurar e administrar sua contribuição para o atingimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), do PNUD.

Uma das participantes do seminário, a designer de interiores Juliana Oliveira, 29 anos, criou a Tapume Design, em 2015. A empresa desenvolve projetos sustentáveis para interiores. Para ela, o evento trouxe, além de conhecimento, muita inspiração.

“Busquei me especializar para entender melhor o que era sustentabilidade e saber como empreender em um negócio de impacto ambiental. O seminário foi uma oportunidade única para ouvir cases de sucesso e superação e aprender com especialistas. Vou aplicar todo conhecimento adquirido no meu empreendimento”

garantiu Juliana

No segundo dia do evento (23 de agosto), o Sebrae/RJ promoveu um debate local sobre o empreendedorismo de impacto no estado do Rio de Janeiro. Nos quatro painéis realizados foram levantadas questões como perfil dos empreendedores, o ecossistema das instituições de apoio fluminense, a importância da construção de indicadores de impacto e o papel da academia no desenvolvimento dos negócios de impacto.

A estudante de Engenharia Agrônoma, Gabriela Carregosa, de 21 anos, faz parte do ‘Enactus CEFET-RJ’.

“A Enactus é uma organização mundial, sem fins lucrativos, que tem como propósito desenvolver projetos sociais utilizando o poder positivo dos negócios. Criamos o projeto Gaia, cujo foco é solucionar problemas logísticos que afetam os pequenos e médios agricultores no estado do Rio. Para isso, estamos criando uma plataforma para aproximar o produtor do consumidor final. Estou muito feliz de ter participado do Seminário. Eventos como este mostram que é possível transformar a sociedade, melhorar o meio ambiente e ainda ter lucro. Ganhamos conhecimento e descobrimos alguns caminhos que podemos seguir”

afirmou Gabriela

Ainda no dia 23, foi lançado o projeto ‘Rio de Impacto’, iniciativa que reúne 12 instituições parceiras visando fomentar os NIS no município do Rio. Para a gestora do projeto de negócios de impacto do Sebrae/RJ, Juliana Oliveira, o seminário atingiu em cheio seu objetivo.

“Nossa intenção foi abordar, de forma mais profunda, as questões relativas ao ecossistema de instituições de apoio aos negócios de impacto social e ambiental. Foram dois dias de debates intensos que ajudaram a aproximar mais o público fluminense dos NIS. A participação e a interação do público superaram nossas expectativas. O evento foi muito produtivo e, sem dúvidas, vai ajudar a deslanchar os negócios de impacto social em nosso estado”

finalizou Juliana