Sebrae/RJ lança Guia sobre ofertas de capital para negócios de impacto social

Criado por Juliana Oliveira   |  Publicado em 06-10-2017

Sebrae/RJ lança Guia sobre ofertas de capital para negócios de impacto social

Os empreendedores de negócios de impacto social e ambiental (NIS) ganharam mais uma ferramenta de apoio para desenvolver suas empresas. O Sebrae/RJ lançou recentemente o ‘Guia sobre ofertas de capital para negócios de impacto social’. O novo material faz parte de uma série de publicações que têm sido produzidas pela instituição com o objetivo de dar acesso à informação e suporte ao crescimento dos NIS no Brasil. O download do guia pode ser feito gratuitamente no site www.negociosdeimpactosebrae.com.br/downloads

“Uma questão recorrente entre os empreendedores de NIS está relacionada à captação de recursos e oferta de capital, tanto sobre quem são os possíveis apoiadores financeiros, quanto sobre o que existe para ser acessado em cada um dos diferentes estágios de desenvolvimento dos negócios. Nosso desejo com o guia sobre ofertas de capital é sanar as principais dúvidas dos empreendedores sobre essa questão e apontar caminhos para o desenvolvimento dos NIS”

explicou Juliana Oliveira, gestora do projeto de negócios de impacto do Sebrae/RJ.

O guia caracteriza os quatro estágios de desenvolvimento de um NIS e pontua as necessidades e desafios que os empreendedores devem enfrentar e gerenciar em cada fase. A publicação também conceitua os principais modelos de financiamento existentes no Brasil, as fontes e os instrumentos financeiros mais usados e ainda traz um conjunto de recomendações aos empreendedores que estão buscando ofertas de capital.

“De maneira geral, as principais fontes de financiamento de um NIS não são muito diferentes daquelas para as empresas tradicionais e que, de certa forma, o empreendedor já conhece e se sente mais confortável. Porém, os atores da oferta de capital (aqueles que doam, investem ou emprestam recursos financeiros) podem ser distintos, uma vez que no ecossistema de negócios de impacto social há atores que só atuam com esse segmento”

ressaltou Juliana

A gestora enfatizou que o desejo do Sebrae/RJ é facilitar o dia a dia do empreendedor e ampliar sua capacidade de compreensão do ecossistema de negócios de impacto social.

“Os NIS têm se mostrado uma alternativa para o desenvolvimento econômico sustentável, inclusivo e mais justo, além de vir assumindo caráter estratégico no desenvolvimento socioeconômico”

finalizou Juliana.