Pesquisa do IPEA traz dados inéditos sobre o perfil das Organizações da Sociedade Civil no Brasil

Criado por Juliana Oliveira   |  Publicado em 10-05-2018

Pesquisa do IPEA traz dados inéditos sobre o perfil das Organizações da Sociedade Civil no Brasil

O IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) publicou, em abril, um novo estudo sobre o universo das organizações da sociedade civil (OSCs), cheio de dados inéditos. A publicação, entitulada “Perfil das Organizações da Sociedade Civil do Brasil”, é resultado do trabalho conjunto entre a equipe responsável pela iniciativa do Mapa das OSCs e um grupo de discussão de pesquisadores e especialistas no tema. Um dos dados mais expressivos presentes na pesquisa diz respeito ao número de OSCs no Brasil atualmente. São mais de 820 mil, localizadas principalmente na região Sudeste e que atuam majoritariamente na causa de defesa de interesses.

Informações econômicas, sociais, geográficas, organizacionais, entre outras, estão reunidas na publicação de 12 capítulos, que detalham desde a metodologia empregada na reunião dos dados até análises tabelas e gráficos informativos e perspectivas da área. As informações podem ajudar os setores público e privado a identificar padrões observados entre as OSCs, as principais finalidades de atuação, a lógica da destinação de recursos públicos federais e outras características que ajudam a qualificar decisões.

“Sabemos que as OSCs têm atuação decisiva nas discussões da esfera pública e na execução de ações de interesse público, mas não temos ainda dados sistemáticos que possibilitem compreender melhor o setor, em diferentes aspectos. Com informações detalhadas sobre as OSCs, os gestores públicos, por exemplo, terão mais facilidade para definir políticas em parceria com as organizações. É extremamente relevante para a gestão municipal, por exemplo, saber a disponibilidade de organizações, por finalidades, no território”, ressaltou Félix Garcia Lopez, coordenador do Mapa das OSCs e técnico de planejamento e pesquisa do IPEA, em entrevista publicada no site GIFE.

Ela ainda completou: “Além das ações de gestão, os dados fornecem subsídios que vão contribuir para fomentar novas pesquisas que estudem mais a fundo o papel das OSCs e suas atividades. Há diversas questões que são imediatamente relevantes: por exemplo, quais os ganhos ou perdas que a gestão tem ao implementar políticas por meio de OSCs ou por meio da burocracia pública. Não há prognóstico sem bons diagnósticos, e estes carecem de boas bases de dados”.

A distribuição geográfica das OSCs foi abordada pelo estudo, que levantou dados interessantes sobre a localização das entidades. Diferentemente do esperado, não há concentração de OSCs nas capitais, que abrigam 24% da população brasileira e 22,5% das OSCs do país. Todos os 5.570 municípios do país possuem, pelo menos, uma organização. A maior parte das OSCs fica na região Sudeste (40%), seguida por Nordeste (25%), Sul (19%), Centro-Oeste (8%) e a região Norte (8%). A pesquisa também levantou informações com relação à área de atuação das entidades. “Religião” e “defesa de direitos e interesses” são as principais causas defendidas pelas organizações, representando seis em cada dez OSCs.

A expectativa do IPEA é que, depois do lançamento do estudo, pesquisadores se interessem em aprofundar a análise dos dados, ajudando a produzir novos conhecimentos sobre o tema da atuação das OSCs no país. O material completo do estudo está disponível no site do Mapa (link abaixo), tanto o texto completo para baixar em PDF, como gráficos e tabelas.

Mapa das OSCs

O Mapa das Organizações da Sociedade Civil é uma iniciativa do IPEA e traz informações sobre todas as organizações brasileiras, inclusive disponibilizando um mapa nacional onde é possível encontrá-las por nome e CNPJ. De acordo com o instituto, ele é um portal de dados sobre as organizações da sociedade civil (OSCs) e seus principais objetivos são:

  • dar transparência à atuação das OSCs, principalmente ações executadas em parceria com a administração pública;
  • informar mais e melhor sobre a importância e diversidade de projetos e atividades conduzidas por essas organizações;
  • disponibilizar dados e fomentar pesquisas sobre OSCs;
  • apoiar os gestores públicos a tomarem decisões sobre políticas públicas que já têm ou possam ter interface com OSCs.

No site, além do próprio mapa, estão disponibilizadas outras informações úteis, como indicadores e editais para organizações da sociedade civil. É possível saber, por exemplo, que em 2014 o Brasil contava com 391.374 associações, fundações, organizações religiosas e organizações sociais e que, em 2016, 16.086 organizações da sociedade civil tinham parceria com o Governo.

O acesso ao Mapa é gratuito e qualquer organização pode inclusive atualizar os seus dados lá informados. O Mapa das Organizações da Sociedade Civil está disponível em https://mapaosc.ipea.gov.br

A reportagem completa do GIFE está disponível em https://gife.org.br/pesquisa-traz-dados-ineditos-sobre-o-perfil-das-osc-do-brasil/