Inscrições abertas para Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia

Criado por Juliana Oliveira   |  Publicado em 14-06-2018

Inscrições abertas para Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia

Seguem abertas até o dia 20 de junho, as inscrições para a segunda edição da Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia – uma iniciativa da produtora A Banca, em parceria com a Artemisia e FGVcenn (Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios). Serão cinco empresas selecionadas, que irão receber até R$ 20 mil de capital-semente. O objetivo do projeto é incentivar uma nova geração de negócios de impacto atuantes nos distritos do Jardim Ângela (M’Boi Mirim), Capela do Socorro e Campo Limpo (Capão Redondo), em São Paulo (SP).

DJ Bola, um dos idealizadores da Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia, em artigo publicado no portal Startupi, fez uma análise das tendências do setor voltadas para as periferias. De acordo com ele, para que uma nova geração de negócios de impacto social seja efetiva, é primordial que a população periférica seja protagonista da criação e da administração de empresas que visem solucionar os problemas sociais e ambientais das regiões.

“É necessário que os membros da periferia sejam os autores da mudança e não apenas clientes ou beneficiários. Acreditamos que nas diversas periferias do país há empreendedores e empreendedoras com ideias e soluções de alto potencial de impacto social e ambiental. Esses empreendedores, com o suporte adequado, podem escalar e impactar positivamente milhares de pessoas”, argumentou DJ Bola.

A primeira edição do programa acelerou as empresas Boutique de Krioula, Empreende Aí, Ecoativa, Jovens Hackers e Editora Selo Povo, todas da periferia da Zona Sul de São Paulo. DJ Bola revelou que todas tiveram suas soluções e negócios potencializados desde então.

“Os empreendedores estão tendo acesso a uma rede de pessoas incríveis, que proporcionam a troca de conhecimento e o contato com outros empreendedores, gerando um grande aprendizado para todos envolvidos”, relatou.

Critérios para participação

Podem se inscrever negócios de impacto social e ambiental com:

- produtos e serviços já desenvolvidos e com potencial de crescimento em escala;

- empreendedores em estágio inicial de vendas;

- negócios com modelo consolidado e com ganhos na estrutura operacional;

- desafios de impacto social: empreendedores que desenvolvam produtos e serviços de real impacto social e ambiental positivo, com sustentabilidade financeira.

Os cinco empreendedores selecionados terão acesso a encontros presenciais mensais sobre temas relacionados ao negócio, além de acompanhamento quinzenal, workshops (em conjunto com empreendedores acelerados pela Artemisia em outros programas) para promover a interação entre realidades distintas e aprendizado mútuo, acesso a conhecimento e rede de mentores das três organizações realizadoras.

Após o processo de aceleração, estão previstas mentorias durante seis meses, com possibilidade de cada empreendedor possuir um mentor de acolhimento; e encontros entre os empreendedores de negócios de impacto social com os empreendedores da Rede Artemisia e alunos/professores da FGVCenn.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente no site https://www.aceleradoranip.com/